Bares e LanchonetesJantar vegano

Tubaína Bar, jantar vegano de primeira com a melhor moqueca da cidade

O Tubaína Bar fica na rua Haddock Lobo, entre a Matias Aires e a Fernando de Albuquerque, a 3 quadras da Avenida Paulista. O lugar é famoso por oferecer um cardápio gigantesco de tubaínas, mas o que quase ninguém sabe é que esse mesmo cardápio está recheado de opções veganas deliciosas.

Como disse no post anterior, eu também já morei a um quarteirão do Tubaína e nunca tinha ido. Até tentei entrar algumas vezes, mas sempre estava lotado e com fila de espera. Aí que o tempo passou e acabei desencanando e esquecendo. Foi então que logo que comecei o blog meu amigo Décio comentou que lá tinha a melhor moqueca vegana da cidade. Eu marquei na agenda de visitas para ir algum dia, mas há algumas semanas uma amiga resolveu comemorar o aniversário lá e então aproveitei a oportunidade para finalmente conhecer o bar. Gostei tanto que no outro final de semana tive que voltar para experimentar mais coisas.

O lugar fica em um sobrado decorado com elementos vintage que dão um clima nostálgico a casa, possui 2 áreas com mesas, alguns sofás e também um balcão. Vi no cardápio que o bar é o primeiro a receber o selo “Restaurante Sustentável” em São Paulo: mobiliário reutilizado, economia de energia, mínimo de 30% de uso de produtos orgânicos, captação de água de chuva para fins não potáveis e muito mais.

Tubaína Bar

Como fui só duas vezes, o cardápio inteiro foi novidade. Quis de cara experimentar tudo e acabei comendo demais pra variar. Mas então vamos ao rango!

O esquema é a la carte, você escolhe no cardápio os itens que quiser aleatoriamente, e ufa, os ovolacto e veganos possuem indicação. Na primeira visita, para começar a comilança pedimos uma porção de “banana chips” e uma de mandiopã. Eu nunca tinha comido nem um dos dois petiscos e gostei bastante. Até achei essa banana chips bem mais saborosa do que as normais de batata, e a maionese de manjericão que vem junto é fantástica. O mandiopã é super sequinho e crocante, uma delícia.

Banana chips.
Banana chips.
Mandiopã - Tubaína Bar
Mandiopã.

Na segunda visita pedimos de entrada a “quitanda vegana“, uma caixinha cheia de salgadinhos de festa (coxinha e risole de jaca e kibe de lentilha, recheados com requeijão vegetal). Todos maravilhosos e apesar de pequenos são super macios, crocantes e bem sequinhos também.

Quitanda vegana (coxinha e risole de jaca e kibe de lentinha, recheados com requeijão vegetal).
Quitanda vegana (coxinha e risole de jaca e kibe de lentilha, recheados com requeijão vegetal).
Risole de jaca - Tubaína Bar
Risole de jaca.

De prato principal da primeira vez pedimos a famosa moqueca de abóbora e o parafuso a putanesca. Sem palavras para descrever esses pratos, só provando. A moqueca é uma combinação perfeita dos ingredientes (abóbora, tofu, cogumelos, castanha de caju, tomate, pimentão e cebola) com um toque baiano de azeite de dendê, leite de coco e coentro. E sobre o outro prato, sinceramente eu nunca tinha comido um macarrão parafuso tão saboroso e bem temperado como esse, valeu cada centavo. Vale falar que esses pratos são super bem servidos e dá pra comer tranquilamente em duas pessoas.

Moqueca de abóbora (cubos de abóbora e tofu defumados refogados com cogumelos, castanha de cajú, pimentão, tomate e cebola. O toque bahiano vai no azeite de dendê, no leite de coco e na pitada de coentro.
Arroz branco, farofa e moqueca de abóbora (cubos de abóbora e tofu defumados refogados com cogumelos, castanha de caju, pimentão, tomate e cebola. O toque bahiano vai no azeite de dendê, no leite de coco e na pitada de coentro.
Macarrão parafuso com alcaparras, azeitonas, cogumelos, molho de tomate e folhas de manjericão.
Parafuso a putanesca (macarrão parafuso com alcaparras, azeitonas, cogumelos, molho de tomate e folhas de manjericão).

Na segunda visita pedimos a caponata e o hambúrguer vegano. A caponata (berinjela, pimentão e cebola) é servida no pão folha com rúcula e é acompanhada por banana chips. Já o hambúrguer vegano (hambúrguer de tofu, cebola roxa, alface e tomate) vem com fritas e maionese vegana.

Caponata (compota siciliana de berinjela, pimentão, cebola e rúcula servidos no pão folha) e banana chips.
Caponata (compota siciliana de berinjela, pimentão, cebola e rúcula servidos no pão folha) e banana chips.
Hambúrguer vegano - Tubaína Bar
Hambúrguer vegano (hambúrguer de tofu, cebola roxa, alface e tomate) fritas e maionese de manjericão.

E para finalizar com as sobremesas, não dá pra deixar de falar da deliciosa pamonha, vem com farofa e calda de goiaba.

Pamonha com farofa e calda de goiaba.
Pamonha com farofa e calda de goiaba.

O atendimento é ótimo, garçons super eficientes e a cozinha é bem rápida mesmo com o bar bombando. O lugar é super movimentado todos os dias, principalmente de finais de semana. Nesses dias para quem quer ir “acertadamente” a dica é fazer reserva pelo telefone ou pelo Restorando . Pra quem é mais tranquilo quanto imprevistos dá pra chegar e arriscar, as vezes vai dar pra entrar, as vezes vai rolar uma filinha, vai depender do dia e do horário.

O Tubaína Bar é uma excelente pedida para um jantar vegano de primeira, um happy hour ou qualquer outra comemoração que você quiser. Não preciso nem falar que já virei cliente e voltarei sempre que possível para me acabar na moqueca.

Aberto: de segunda a sábado. Fechado aos domingos e feriados.
Horário: de segunda a quinta: 18:00 as 00:00. Sexta: 18:00 as 2:00. Sábado: 13:00 as 2:00.
Endereço: Rua Haddock Lobo, 74 – Cerqueira César – Mapa aqui.
Serviço: a la carte.
Preço: Banana chips: R$10,00. Mandiopã: R$13,00. Moqueca de abóbora: R$38,00. Parafuso a putanesca: R$28,00. Capotana: R$22,50. Hambúguer vegano: R$25,50. Pamonha: R$13,00.
Telefone: (11) 3129-4930 / 3120-6994

Mais informações: http://www.tubainabar.com.br

Comentários

comentários

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *